Notícias

Pesquisador da Embrapa diz que agricultura sem glifosato pode sofrer retrocesso na preservação ambiental

04 de julho de 2019

Notícias Agrícolas promove série de entrevistas para desmistificar uso de glifosato na produção agrícola brasileira.

Por: Notícias Agrícolas (Aleksander Horta e Izadora Pimenta)
Publicado: 19/06/2019 14:58
Última Modificação: 03/07/2019 15:41

Há uma consulta pública em andamento que visa ouvir a comunidade a respeito do uso do glifosato. Sendo assim, o Notícias Agrícolas conversou com Dionísio Gazziero, pesquisador da Embrapa Soja Londrina/PR, para que ele trouxesse alguns apontamentos a respeito do uso desse produto.

Existe, também, uma campanha mundial sobre as consequências do uso do glifosato, embora, até então, ele tenha se mostrado um produto seguro.

Para Gazziero, a consulta pública é um mecanismo importante para que a sociedade possa se manifestar. E, dentro disso, ele aponta que é uma oportunidade também para que o setor agrícola se manifeste a respeito do uso do herbicida.

Ele ressalta que o glifosato é intensamente utilizada no mundo inteiro e que seu funcionamento auxilia qualquer tipo de agricultura. No Brasil, ele é auxiliar do modelo de plantio direto.

O Ministério da Saúde, como lembra Gazziero, diz que o produto é seguro. Essa avaliação também existe em outros países. Para ele, portanto, existe uma grande polêmica para retirar um produto que, até o momento, não tem nada contra ele.

A única questão é que, no controle de algumas ervas daninhas, ele não é mais suficiente sozinho. Entretanto, a aplicação do glifosato pode ser essencial para o controle de erosões.

 

Para participar da  Consulta Pública nº 613 /2019 , sobre o uso do glifosatoclique aqui

CONTATO